Blog do Marcial Lima - Voz e Vez: Sistema de gás é interditado no Pleno, e moradores devem deixar, mais uma vez, o Jardins, ambos condomínios da Cyrela

sexta-feira, 16 de março de 2018

Sistema de gás é interditado no Pleno, e moradores devem deixar, mais uma vez, o Jardins, ambos condomínios da Cyrela

Na noite desta sexta-feira (16), moradores do Condomínio Pleno, mais uma vez, enfrentaram transtornos.

O Corpo de Bombeiros teve que ir até o local para interditar o sistema de gás do prédio.

Com a interdição do funcionamento do gás no Condomínio Pleno, no Jaracaty, todas as torres ficaram sem gás. São mais de 500 famílias prejudicadas por causa do problema no isolamento dos canos de gás, segundo informações repassadas ao blog.

Não foi a primeira vez que o Condomínio Pleno apresentou algum tipo de problema. No ano passado, teve início uma reforma na estrutura de uma das torres em razão de rachaduras nas paredes.

Moradores informaram o caso ao Ministério Público que continua acompanhando. Uma comissão formada por quatro promotores foi montada só para acompanhar a situação dos prédios construídos pela Cyrela. É problema em cima de problema.

A falta de respeito com que a construtora Cyrela vem tratando o consumidor não termina aí.

Moradores do Condomínio Jardins também vêm passando por problemas, devido às falhas existentes em dois prédios. No Jardim de Toscana e Jardim de Provence.

As reclamações tiveram início justamente pelo Condomínio Jardins. Os moradores procuraram, então, o MP e o Corpo de Bombeiros para relatar os problemas apresentados nos prédios. Os moradores já tiveram que, inclusive, deixar seus apartamentos durante reparos emergenciais, retornaram para casa, e os problemas continuam.

O blog recebeu a informação de que, nesta próxima semana, os moradores terão que, mais uma vez, evacuar os prédios, e a estadia deve ser financiada em outro local pela construtora.

As ações contra a Cyrela, encaminhadas pelo Ministério Público, giram em torno de R$ 100 milhões.

(Informações do Blog do Eduardo Ericeira)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Opine! Mas seja coerente com suas próprias ideias.