Blog do Marcial Lima - Voz e Vez

segunda-feira, 18 de março de 2019

Polícia Militar captura homem com mandado de prisão em aberto no Bairro do Anil

Em rondas desempenhadas pela equipe Tática Albatroz do 20º BPM, nesse domingo (17), por volta das 17 horas, foi possível capturar um foragido da Justiça na Av. Casemiro Júnior, no Bairro do Anil, em São Luís.

A guarnição avistou alguns homens em atitude suspeita e, ao serem abordados, foi verificado no Núcleo de Análise de Informação (NAI), que um deles, identificado como Wagner Carvalho Santos, 23 anos, estava com um mandado de prisão por sentença em aberto.


Diante das averiguações, a polícia encaminhou Wagner Santos até a Delegacia da Cidade Operária para as medidas cabíveis.

(Informações da SSP-MA)

Em Icatu, Polícia Militar prende homem por tráfico de drogas

Um homem, identificado como Jefferson Cleiton Nogueira Fonseca, conhecido como Jejé, 23 anos, foi preso na noite do último sábado (16), pelo crime de tráfico de drogas no Bairro Mutirão, município de Icatu. A prisão foi realizada por uma guarnição da Polícia Militar, por meio do 27º BPM.

De acordo com as autoridades policiais, informações anônimas relataram um intenso comércio de tráfico de drogas na comunidade. De posse dessas informações, a guarnição montou uma estratégia a fim de capturar o indivíduo.

Uma equipe da Polícia Militar esteve no local apontado pelas informações, sendo realizado um cerco à residência do suspeito. No local, foram apreendidas 17 unidades de uma substância similar à maconha e nove cabeças de crack. O material ilícito estava dentro do armário da cozinha.

O caso foi encaminhado à 1ª Delegacia Regional de Rosário para os procedimentos cabíveis.

(Informações da SSP-MA)

Polícia Militar apreende quatro coletes balísticos na BR-135

Na tarde desse domingo (17), a Polícia Militar, pot meio do 21º BPM, realizou uma ação que concluiu com a detenção de Luís Davi Diniz Costa, 18 anos, e de Elenilson Pinheiro Diniz Nascimento, 30 anos, além de apreender um adolescente de 16 anos. Com o trio, foram apreendidos quatro coletes balísticos na BR-135.

Durante um trabalho de patrulhamento na rodovia que corta a zona rural de São Luís, a Polícia Militar avistou um veículo preto em atitude suspeita, sendo necessário um acompanhamento tático e, posteriormente, uma interceptação desse carro.

Uma vistoria no interior do veículo foi realizada, sendo encontrado quatro coletes balísticos. A guarnição localizou, também, joias, celulares e uma “trouxa” de maconha.

O trio detido não soube informar a origem do material, o que resultou na prisão e na apreensão dos indivíduos, que foram conduzidos a Delegacia da Cidade Operária para as providencias cabíveis.

(Informações da SSP-MA)

Ex-prefeito de Viana é condenado por não prestar contas de convênio com a Secretaria de Educação

O ex-prefeito de Viana Rilvamar Luís Gonçalves Moraes (gestão 2005-2008) foi condenado ao pagamento de multa de vinte vezes a remuneração percebida em dezembro de 2008, acrescida de correção monetária e juros moratórios de um por cento ao mês; à proibição de contratar com o Poder Público pelo prazo de três anos e de receber benefícios ou incentivos fiscais e creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio da pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.

A juíza Odete Pessoa Mota Trovão, titular da 1ª Vara da Comarca de Viana, aceitou pedido do Ministério Público Estadual (MPE) para condenar o ex-prefeito às sanções previstas no Artigo 12, inciso III, da Lei de Improbidade Administrativa (LIA). A sentença foi publicada nesta segunda-feira, no Diário da Justiça Eletrônico.

Conforme a denúncia do MP, o ex-gestor, durante seu mandado de Chefe do Poder Executivo Municipal, em 2007, celebrou Convênio (nº 96/2007) com o governo do Maranhão, por intermédio da Secretaria de Estado da Educação - Seduc, no valor de R$ 181.350. O convênio fora assinado em 25/9/2007, com vigência de sete meses, mas, depois de encerrado o prazo de vigência e o prazo para prestação de contas, o prefeito não cumpriu a obrigação de prestar contas dos recursos repassados ao município.

Alegativas

O réu contestou a ação, alegando, preliminarmente, o não cabimento da denúncia pela falta de requisitos e não preenchimento das condições necessárias para o ajuizamento da ação. E, no mérito, requereu a improcedência dos pedidos, por não estar provada a prática de ato de improbidade administrativa pelo réu, diante a ausência de dolo e de dano ao erário.

No julgamento da ação, a juíza atestou que ficou comprovada, por meio dos documentos que instruem os autos, a irregularidade atribuída pelo MP ao ex-prefeito, quanto à não prestação de contas do convênio. Ao analisar os autos, a juíza concluiu que o réu não comprovou a realização da prestação de contas dos valores repassados por meio do convênio, pelo que ficaram evidenciadas a materialidade e a autoria do ato de improbidade descrito no Art. 11., VI, da Lei 8.429/92.

Segundo a juíza, a Lei nº 8.429 /92 (LIA), ao tratar dos atos de improbidade administrativa, enquadra aqueles que importem em enriquecimento ilícito do agente, os que causam prejuízo ao erário e os que atentam contra os princípios da administração pública, sendo estes últimos entendidos como aqueles que violam os deveres de honestidade, imparcialidade, legalidade, lealdade, dentre outros.

“Ora, o requerido, na condição de responsável direto pela ordenação de despesas do município, tinha plena ciência da obrigação de prestar contas do referido convênio e, mesmo assim, deixou de fazê-lo e tampouco apresentou justificativa para tanto”, declarou a magistrada na sentença.

(Informações do TJ-MA)

Mantida determinação para adequação de delegacias em Balsas

A 2ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Maranhão manteve a decisão da 1ª Vara da Comarca de Balsas para que o Estado do Maranhão promova várias melhorias nas Delegacias de Polícia de Balsas. A decisão, baseada em uma Ação Civil Pública de autoria do promotor de Justiça Moisés Caldeira Brant, também engloba as delegacias de Fortaleza dos Nogueiras, São Pedro dos Crentes e Tasso Fragoso.

Na decisão da 1ª Vara de Balsas, foi determinada a instalação e regular funcionamento da Delegacia de Homicídios e da Delegacia de Repressão ao Narcotráfico em Balsas. As delegacias deverão funcionar em imóvel adequado, com equipamentos básicos como telefone, equipamentos de informática, veículo e armamentos. Além disso, as unidades deverão ter equipes formadas por, pelo menos, um delegado, um escrivão e quatro investigadores.

As mesmas condições devem ser oferecidas nas delegacias dos outros municípios citados na decisão.

Foi determinada, ainda, a lotação de um delegado e dois investigadores no 2º Distrito Policial (DP) de Balsas; de mais dois investigadores no 1º DP do município; de outros seis investigadores na Delegacia Regional de Balsas; e de mais três investigadores na Delegacia da Mulher.

No julgamento do Agravo de Instrumento interposto pelo Estado do Maranhão, a 2ª Câmara Cível estendeu o prazo para o cumprimento da decisão de 90 para 180 dias.

(Informações do MP-MA)

Irregularidades nos Portais da Transparência motivam ACPs contra Câmara e Prefeitura de Cedral

O Ministério Público do Maranhão propôs, na última quarta-feira (13), Ações Civis Públicas contra a Câmara de Vereadores e Prefeitura de Cedral devido a irregularidades em seus Portais de Transparência. Ajuizou a Ação o promotor de Justiça Thiago de Oliveira Costa Pires.

O MP-MA constatou que tanto a Câmara Municipal quanto à Prefeitura de Cedral lançaram dados nos seus Portais da Transparência em desacordo com o cumprimento das Leis de Acesso à Informação e de Responsabilidade Fiscal

As informações que a prefeitura divulga em seu “site” foram consideradas insuficientes e superficiais pelo Centro de Apoio Operacional de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa (CAOp-ProAD) após vistoria realizada em 2018. Os dados divulgados no “site” da Câmara foram considerados ainda mais irrisórios.

Recomendações

Em 6 de novembro de 2018, o MP-MA expediu Recomendações aos representantes da Câmara de Vereadores e da Prefeitura de Cedral para que promovessem a efetiva e correta instalação do Portal da Transparência nos “sites”. Para a prefeitura, foi dado um prazo de 10 dias, enquanto a Câmara teve 30 dias para fazer as alterações. Os documentos foram recebidos nos dias 13 e 14 de novembro e não houve resposta posterior.

Ao fim do prazo, uma análise da Promotoria de Justiça de Cedral no “site” da prefeitura constatou total descumprimento da Lei de Acesso a Informação no Portal da Transparência. Já a Câmara Municipal cumpriu, apenas, cinco dos 60 itens do relatório de análise para verificação.

Pedidos

Em caráter liminar, a Promotoria de Justiça da Comarca de Cedral requereu que a Prefeitura e a Câmara de Vereadores de Cedral sejam obrigados a adequar, no prazo de 20 dias, completa e efetivamente seus Portais da Transparência, os quais devem seguir as determinações da Lei de Responsabilidade Fiscal e da Lei de Acesso à Informação.

O não cumprimento das adequações deverá resultar em multa diária de R$ 1 mil por dia, até o limite de R$ 200 mil. O recolhimento deve ser destinado ao Fundo de Defesa de Direitos Difusos.

(Informações do MP-MA)

Bope prende acusado de matar motorista

O Batalhão de Operações Especiais (Bope), no sentido de apoio às forças de segurança do Estado, ajudou nas incursões e prendeu os acusados envolvidos na morte do funcionário da empresa Taguatur. Ele foi morto na manhã da última sexta-feira (15), ao sofrer uma tentativa de latrocínio.

O comandante do Bope, coronel Sodré, após as informações sobre crime, acionou o subcomandante do Bope, major. Araújo para comandar uma operação em apoio aos veículos do 1º BPM no cerco aos criminosos, os quais assassinaram a vítima, o motorista de ônibus Alex de Paulo Oliveira, 36 anos.

 O crime aconteceu nas proximidades do Ceprama, na região do Aterro do Bacanga. Os criminosos, após a prática delituosa, empreenderam fuga, provocando uma perseguição contra os dois foragidos.

Foi montada uma operação no sentido de achar a dupla criminosa. Nas buscas, foi encontrada, na residência do pai de um dos suspeitos, a roupa utilizada no momento do crime. As roupas foram confirmadas pelas imagens de uma câmera de videomonitoramento.

Sendo assim, alguns parentes do acusado foram encaminhados pelo carro do Bope à Superintendência de Homicídio (SHPP) para esclarecimentos.

Rotam intensifica abordagens e prende acusados

O Bope, com a coordenação do major Araújo, continuou o cerco aos indivíduos, incursionando durante todo o dia e noite com os veículos do Bope. Por meio das informações coletadas, resultou, no fim na noite, que uma equipe da Rotam, comandada pelo ten. Guterres, logrou êxito na captura do suspeito Edson Martins Santos, conhecido como Perninha.

Após a prisão, o suspeito foi apresentado na SHPP para ser investigado pelo crime de latrocínio.

(Informações da SSP-MA)

3º BPM evita homicídio em Imperatriz

Uma guarnição do 3º Batalhão da Polícia Militar foi determinante para evitar um provável homicídio no local das peixarias da Beira-Rio, em Imperatriz.

A ocorrência se deu por volta das 3h40. Após ser identificado, Denilson Conceição Silva, 20 anos, foi conduzido para o Distrito Policial, pois ele entrou em atrito com Paulo Moraes Rocha, 25 anos, e com Paulo de Araújo Silva Filho, 20 anos, depois de uma bebedeira em uma das peixarias.

Logo após, o conduzido apanhou um revólver cal. 38, que, provavelmente, seria utilizado com intenção de cometer um delito, porém, a intervenção da guarnição do 3º Batalhão, sob o comando do tenente Ernande, foi determinante para evitar o possível delito, realizando a prisão do acusado e a apreensão da arma de fogo.

Esse fato reforça a necessidade dos bares e similares respeitarem os horários de funcionamento, o que é estabelecido na legislação municipal por meio do código de postura da cidade. Esse fato não é o primeiro que acontece nesse local, após o horário permitido para o funcionamento.

Apesar de todo o esforço da Polícia Militar no sentido de que tal horário seja respeitado, alguns comerciantes insistem em desobedecer a essas determinações, o que, notadamente, contribui para aumentar os índices de ocorrências.

(Informações da SSP-MA)

sábado, 16 de março de 2019

Operação Sicário investiga grupo que mantinha esquema de empréstimos a juros exorbitantes

A Polícia Federal iniciou, na manhã dessa sexta-feira (15/3), a Operação Sicário com objetivo de desarticular organização criminosa dedicada à prática, no Brasil, e mais especificamente na Paraíba, do chamado “cobro” ou “cobrito”, uma vertente colombiana de crime financeiro consistente na organização de uma instituição financeira clandestina para controlar um organizado sistema de empréstimo de dinheiro a juros extorsivos.

A operação contou com a participação de 30 policiais federais, sendo realizado o cumprimento de sete mandados de busca e apreensão nas residências dos investigados, bem como cinco mandados de prisão preventiva nos Estados da Paraíba e Amapá.

Entenda o caso

O cobro é materializado por meio do oferecimento de empréstimos em panfletos a lojistas (geralmente pequenos empresários), em que é exposta uma cobrança de juros diária, normalmente sobre pequenas quantias que disfarçam a abusividade das cobranças Os recursos captados a partir de empréstimos extorsivos, destinam-se a um fundo cuidadosamente organizado e administrado pela organização criminosa por meio de aplicativos eletrônicos, sendo, posteriormente, reinvestidos na expansão das atividades ilícitas mediante a estruturação de novos cobros em outras cidades, engendrando-se verdadeira arquitetura financeira clandestina, a qual ofende as bases do sistema financeiro oficial.

Crimes investigados

Os investigados responderão pelos crimes de formação de organização criminosa, operação de instituição financeira clandestina e lavagem de dinheiro, previstos, respectivamente, nos Artigos 2º da Lei 12.850/2013, 16 da Lei 7.492/86 e 1º da Lei 9.613/98, cujas penas, somadas, poderão chegar a mais de 30 anos de reclusão.

 (Informações da PF)

Telhado do mercado do Bom Jesus vai ser recuperado com emenda proposta pelo vereador Marcial Lima

A convite do vereador Marcial Lima, do PRTB, o secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Nonato Chocolate, esteve nessa sexta-feira, 15 de março, no mercado do Bairro Bom Jesus para verificar as condições do prédio e se reunir com feirantes e a administração da feira.

O mercado está abandonado e o telhado em péssimas condições, sustentado por escoras e  com risco de desabamento. Além disso, há problemas nas instalações elétricas e, com a intensidade das chuvas, a preocupação dos feirantes é com o risco de desabamento e incêndio.

O telhado do mercado vai ser recuperado por meio de uma emenda proposta pelo vereador Marcial Lima, aprovada pela Câmara para o orçamento deste ano e já à disposição do município, no valor de R$ 200 mil.



Nessa sexta )15), a convite do parlamentar, o secretário visitou o mercado, se reuniu com feirantes e com o administrador da feira e se comprometeu a fazer, na próxima semana, uma limpeza do mercado e, ainda, comunicar a Secretaria de Urbanismo no sentido de diminuir alguns problemas para que, na época mais adequada, quando encerrar o período chuvoso, a Semapa possa dar início às obras.

"Esse é um mercado importante para esta região de São Luís. Atende cerca de trinta bairros, e não é possível mais manter essa estrutura abandonada, nessas condições, prejudicando os feirantes e a população que precisa da feira. Por isso, apresentei essa emenda, para que o mercado seja recuperado e fique em condições adequadas de uso por todos", afirmou o vereador Marcial Lima.

Além do mercado do Bairro Bom Jesus, Marcial Lima apresentou emenda para recuperação do telhado da feira do Bairro Vicente Fialho, também já aprovada e no mesmo valor, de duzentos mil reais.

Polícia Civil prende quadrilha por fraude em boletos de condomínio

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), apresentou na tarde dessa sexta-feira (15), no auditório da Seic, um grupo suspeito de integrar uma associação criminosa, usando como “modus operandi”, a adulteração do código de barras de boletos de cobranças. Foram presos: Wennys Carlos de Sousa Oliveira, Isaac Pereira do Nascimento, Leide Dayana Dias Silva e Reinaldo Castro Araújo.

Durante a apresentação na Seic, foi repassado que os indivíduos envolvidos na ação criminosa foram presos durante a Operação Trojan Horse, que, após certo tempo de investigação, a Polícia Civil conseguiu prender o grupo pelo cumprimento dos mandados de prisão preventiva e de busca e apreensão contra os suspeitos.

Os criminosos realizaram o golpe contra o condomínio, identificado por Parque das Árvores – Grand Park.

Os policiais do Departamento de Combate aos Crimes Tecnológicos (DCCT) descobriram que o grupo está envolvido em fraudar boletos de cobranças de taxas condominiais. Eles tinham como “modus operandi” a adulteração do código de barras de boletos de cobranças, no qual mediante um sistema de computador, (“software” aplicativo – específico para condomínios), que criava esses boletos de cobrança. Uma vez pagos pelos condomínios, esses valores não eram creditados na conta do condomínio e, sim, na conta de uma pessoa jurídica (uma empresa gerida pelo grupo criminoso). Posteriormente, esse dinheiro era transferido das contas dessa empresa para as contas dos integrantes do grupo criminoso.

As informações repassadas pelo superintendente da Seic, delegado Carlos Alessandro, foram de que “a prisão dos alvos aconteceu na manhã dessa sexta-feira (15), contra: Wennys Carlos de Sousa Oliveira, 31 anos. Este o principal alvo. Ele foi preso no Bairro do Calhau, no Condomínio Grand Park das Águas. Presa ainda, em São Luís, a acusada Leide Dayana Dias Silva, 31 anos. Ela era ex-funcionária do Condomínio Residencial Parque das Árvores – Grand Park. A contribuição dela na ação criminosa era no sentido de facilitar a ação criminosa no condomínio. Reinaldo Castro Araújo, 38 anos. Preso, ainda, Isaac Pereira do Nascimento, 31 anos. Este foi encontrado na cidade de Vargem Grande, cuja empresa era usada para o golpe”, salientou o superintendente da Seic.

Desvio de R$ 500 mil do condomínio por meio de boletos falsos

O delegado do Departamento de Combate aos Crimes Tecnológicos (DCCT), delegado Odilardo Muniz, destacou, também, que “esta quadrilha tem causado prejuízos enormes ao Condomínio Residencial, Parque das Árvores – Grand Park, deixando o condomínio sem condições de manutenções básicas ou mesmo de sustentabilidade. Vale ressaltar que esta investigação foi iniciada em 27/9/2017, sendo extremamente complexa. Foram pedidos quebra de sigilo fiscal e bancário dos alvos e, com esses levantamentos financeiros, observamos justamente a empresa utilizada pelo Wennys para desviar o dinheiro do condomínio através de boletos falsos. Isso ocorreu nos anos de 2015, 2016 e 2017, sendo desviados mais de 500 mil reais durante esses três anos”, frisou o delegado Odilardo Muniz.

Após serem apresentados e ouvidos na Seic, o grupo foi autuado pelos crimes nos tipos penais: Art. 171., CP (estelionato); Art. 299., CP (falsidade ideológica); Art. 288., CP (associação criminosa); delitos previstos na Lei 9.613/1998 (lavagem de dinheiro).

Após as autuações, eles foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerão à disposição da Justiça.

(Informações da SSP-MA)

Polícia Civil cumpre mandado de prisão por tentativa de homicídio em São José de Ribamar

 Em uma ação realizada nessa sexta-feira (15), a Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia Especial de São José de Ribamar, Região Metropolitana de São Luís, realizou o cumprimento de mandado de prisão preventiva em desfavor de Claudian da Conceição Oliveira, conhecido como Kaka, 25 anos, pela prática do crime de homicídio qualificado na modalidade tentada.

Segundo as investigações, em novembro de 2014, Kaka e um comparsa, identificado como Ricardo da Silva Cantanhede, conhecido como Gambel, 32 anos, no Residencial Canudos, em São José de Ribamar, efetuaram dois disparos contra um morador que estaria insatisfeito com a prática de tráfico de drogas em frente a um terreno de sua propriedade.

As autoridades policiais ressaltaram que Gambel já se encontra recolhido em estabelecimento prisional do Estado.

Após os procedimentos legais, Claudian foi encaminhado ao Centro de Triagem São Luís, onde permanecerá à disposição do Poder Judiciário.

(Informações da SSP-MA)

Em Itapecuru-Mirim, Polícia Civil prende dupla por vários crimes praticados no Maranhão

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da 2ª Delegacia Regional de Itapecuru-Mirim, com apoio da Equipe da Força Tática da Policia Militar de Itapecuru-Mirim, prendeu, em flagrante delito, Cláudio Roberto Nunes, 34 anos, e César Farias de Oliveira, 32 anos, pelo crime de roubo qualificado.

Os trabalhos foram realizados na última quinta-feira (14), nas proximidades da Beira-Rio, onde os criminosos atiraram nos policiais, iniciando-se um confronto com vários disparos de arma de fogo, chegando um deles a pular da ponte no Rio Itapecuru, porém tendo a prisão dele realizada com êxito.

Segundo as autoridades policiais, os criminosos roubaram um Voyage Volkswagen em um determinado povoado, na cidade maranhense de Timon, de onde migraram para o Povoado Monte Lindo, entre as cidades de Miranda do Norte e Anajatuba, realizando outro crime, um roubo a outro veículo.

Os criminosos são fugitivos de Pedrinhas. Eles estiveram presos e também fugiram de Timon. Respondem por diversos crimes: homicídio em 2016, no Bairro Anjo da Guarda, em São Luís; roubo no Motel Coração Grande, no mesmo bairro; porte ilegal de arma de fogo; e vários outros delitos.

 (Informações da SSP-MA)

Polícias Civil e Militar prendem irmãos acusados de estupro e roubo na região de Monção

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da equipe de Capturas da 7ª Delegacia Regional de Santa Inês e da Delegacia de Monção, e a Polícia Militar prenderam na última quarta-feira (13), por volta das 17 horas, no Povoado Mata do Boi, os irmãos Ivanilto Pinheiro Lima, 32 anos, e Valdivan Lima Serra, 27 anos, naturais de Monção (MA). Os acusados cometeram vários crimes: roubo de motocicleta e sequestro seguido de abusos sexuais.

De acordo com as informações, os dois criminosos são acusados de cometerem o crime na quarta-feira (13), por volta das 21h30. Durante a ação criminosa, foi efetuado o roubo de uma motocicleta Honda CG 150, de cor vermelha, das mãos de um casal de estudantes. Os indivíduos, portando arma em punho, anunciaram o assalto e, não satisfeitos, sequestraram a jovem estudante e a levaram para uma casa, sendo localizada em lugar ermo da zona rural de Monção.

Imediatamente após tomar conhecimento do fato criminoso, policiais civis e militares empreenderam buscas no intuito de localizar a jovem sequestrada e prender os acusados.

Já por volta das 22h30, os policiais conseguiram localizar os acusados ainda com a vítima. Os criminosos, ao avistarem o veículo policial, empreenderam fuga pela mata, deixando a vítima no local. Assim sendo, a jovem foi resgatada e levada ao hospital para os devidos cuidados necessários, uma vez que ela relatou ter sido vítima de abusos sexuais.

Após investigações, os policiais receberam uma informação anônima, dando conta de que os criminosos estariam escondidos numa casa de um dos parentes deles, na zona rural de Monção, situada no Povoado Mata do Boi.

Com essas informações, os policiais saíram à procura dos indivíduos, tendo êxito em localizar, identificar e prender os acusados do crime hediondo. Eles confessaram os crimes, inclusive assumindo o estupro e mostrando o esconderijo onde estava escondida a arma utilizada na ação criminosa.

Vale ressaltar que a motocicleta utilizada no crime também foi localizada e apreendido pelos policiais.

Os meliantes foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil de Monção, onde foi realizado o auto de prisão em flagrante e, depois, serão encaminhados ao sistema prisional, onde permanecerão à disposição da Justiça.

(Informações da SSP-MA)

sexta-feira, 15 de março de 2019

Em São Luís, Polícia Civil prende traficantes no Bairro do São Francisco

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Repressão ao Narcotráfico (Senarc), efetuou nessa quinta-feira (14), no Bairro do São Francisco, em São Luís, a prisão, em flagrante delito, dos indivíduos Guilherme Lago Malta e Paulo Roberto Chaves Costa pelo crime de tráfico de drogas.

Após recebimento de informações anônimas, dando conta de que estaria acontecendo intensa venda de entorpecentes em via pública, na Rua 2, do Bairro do São Francisco, uma equipe policial foi enviada ao local e, durante campana à distância, confirmou a procedência das informações, o que possibilitou a abordagem policial, levando à prisão dos indivíduos.

Com Paulo Roberto, os policiais apreenderam o valor aproximado de R$ 70 em dinheiro trocado e um invólucro de tamanho médio de crack. `Por sua vez, em poder de Guilherme, apreenderam um invólucro de tamanho médio de crack, um pequeno invólucro de maconha, além de balança de precisão e rolos de papel-filme. Na ocasião da lavratura do flagrante, usuários abordados no local também foram ouvidos.

Os dois autuados respondem a outros processos criminais: Paulo Roberto, por tráfico de drogas e homicídio; e Guilherme Lago, por roubo. Após a conclusão dos trabalhos, os presos foram encaminhados ao sistema prisional, onde ficarão à disposição do Poder Judiciário.

A Senarc agradece as informações passadas pela população pelo aplicativo WhatsApp (98 991634899) e espera continuar recebendo esse importante auxílio no combate ao tráfico de drogas.

(Informações da SSP-MA)