Blog do Marcial Lima - Voz e Vez

sexta-feira, 19 de abril de 2024

Polícia Civil prende cinco pessoas por tráfico de drogas e por organização criminosa em Mirinzal (MA)


 Com base em investigações que apuram os crimes de tráfico de drogas e organização criminosa no município de Mirinzal, a Polícia Civil do Maranhão realizou uma força-tarefa na manhã dessa quinta-feira (18), com intuito de cumprir mandados de prisão temporária e de busca e apreensão domiciliar contra indivíduos pertencentes a uma organização criminosa (facção), suspeitos de praticarem crimes de tráfico de drogas, associação para o tráfico e financiamento do tráfico de drogas na cidade.

A operação contou com a participação de policiais civis das delegacias das cidades de Mirinzal m Cururupu, Cedral, Bequimão, Pinheiro, Zé Doca e do Grupo de Pronto Emprego (GPE/SPCI).

De acordo com o delegado Fernando Marques, titular da delegacia de Mirinzal, foram cumpridos quatro mandados de prisão temporária e seis mandados de busca e apreensão que resultaram nas localizações de aparelhos celulares, 182 unidade de maconha, 35 unidades de crack, duas armas de fogo, balança de precisão e a quantia em dinheiro de R$ 960.

Diante dos indícios de crimes, os quatro alvos dos mandados de prisão, além de uma mulher, também foram autuados, em flagrante, pelos crimes de tráfico de drogas e posse irregular de arma de fogo. 

Todos devem ser encaminhados para uma unidade prisional.

(Informações da PC-MA)


Em Bom Jesus das Selvas (MA), Polícia Civil prende e apreende pessoas por tráfico de drogas e por associação ao tráfico de drogas


 O município de Bom Jesus das Selvas, na manhã da última quarta-feira (17), foi alvo de uma operação realizada pela Polícia Civil, com apoio da Polícia Militar, com a missão de reprimir os crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Como resultado do empenho policial, sete pessoas, entre elas, adolescentes, foram presas e apreendidas em flagrante.

As equipes policiais estiveram em endereços ligados aos alvos investigados pela Delegacia de Polícia de Bom Jesus das Selvas, a fim de cumprir mandados de busca e apreensão com a intenção de coletar indícios de crime.  No cumprimento das ordens judiciais, foram encontradas armas de fogo, mais de 150 papelotes de crack, maconha e uma motocicleta oriunda de crime.

De acordo com o delegado titular da cidade, Francildo Teixeira, os presos e apreendidos devem responder pelos crimes de associação para o tráfico, tráfico de entorpecentes, porte de arma de fogo, posse de arma de fogo, adulteração de sinal identificador de veículo e corrupção de menores.

Os presos maiores de idade foram levados para uma unidade prisional da região, enquanto os adolescentes, encaminhados para os órgãos competentes.

(Informações da PC-MA)


Em Imperatriz (MA), Polícia Civil prende foragido da Justiça


 Na tarde da última quarta-feira (17), a Polícia Civil do Maranhão conseguiu dar cumprimento a um mandado de prisão condenatória contra um homem, acusado pela Justiça pelo crime de homicídio.  A prisão foi realizada pela Delegacia de Roubos e Furtos de Imperatriz (DRFI) no Bairro Vila Lobão, em Imperatriz.

Consta, no inquérito policial, que o crime aconteceu após uma briga em um bar da cidade de Ribamar Fiquene, no ano de 2010. O caso foi levado a júri popular, sendo o homem condenado à pena de 12 anos de reclusão.

Na última quarta-feira, após tomarem conhecimento do mandado de prisão e da possível localização do criminoso, os investigadores conseguiram cumprir a ordem judicial.  

O preso foi levado a uma unidade prisional para iniciar a sentença condenatória dele.

(Informações da PC-MA)


quinta-feira, 18 de abril de 2024

Polícia Federal incinera 380 quilos de entorpecentes em Rondônia


 A Polícia Federal realizou, na última terça-feira (16/4), a incineração de cerca de 380 quilos de entorpecentes, sendo 273 quilos de maconha e107 quilos de cocaína em Vilhena (RO).

A droga foi apreendida durante fiscalização de rotina, na BR-364, dentro da carroceria de um caminhão, no dia 10 de abril.

A maior parte da droga destruída é oriunda do Bolívia e estava acondicionada em forma de tabletes.

O cumprimento da decisão judicial foi acompanhado por representantes do Ministério Público e da Vigilância Sanitária, em observância a todas as formalidades necessárias.

(Informações da PF) 


Polícia Federal combate o abuso sexual infantil em MS


 A Polícia Federal realizou, nessa quarta-feira (16/4), a Operação Rede Limpa VII com vistas a combater crimes de abuso sexual infantojuvenil no Estado.

Durante a execução de um mandado de busca e apreensão na cidade de Costa Rica (MS) foram apreendidas mídias digitais contendo material de abuso sexual infantojuvenil.

Todo o material recolhido será submetido à análise pericial da Polícia Federal. As investigações continuam em andamento com o objetivo de identificar outros possíveis envolvidos.

A Operação Rede Limpa VII tem como objetivo reprimir a produção, posse e divulgação de imagens e vídeos contendo abuso sexual de crianças e adolescentes na “internet”.

(Informações da PF)


Ficco/SP prende homem por tráfico de drogas


 A Ficco/SP, em apoio ao Ministério Público de Minas Gerais, prendeu, nesta quinta-feira (17/4), um homem por tráfico de drogas.

Ele já havia sido preso por outros crimes e, atualmente, estava com mandado de prisão em aberto por tráfico de drogas. Ele tentou fugir pelo telhado da residência, mas foi localizado pelos policiais.

Ficco/SP

As ações policiais desencadeadas na Ficco são produto de cooperação interagências, com foco na inteligência de segurança pública.

A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado em São Paulo (Ficco/SP) é composta, atualmente, pela Polícia Federal (PF), Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo (SSP-SP), Secretaria de Administração Penitenciária do Estado de São Paulo (SAP-SP) e Secretaria Nacional de Políticas Penais (Senappen).

(Informações da PF) 


Ficco/DF e PM-GO iniciam operação para desarticular associação criminosa voltada ao tráfico de drogas


 A Força Integrada de Combate ao Crime Organizado do Distrito Federal (Ficco/DF) e o 37º Batalhão da Polícia Militar do Estado de Goiás (PM-GO) iniciaram, na última quarta-feira (17/4), a Operação Beira-Rio. O objetivo é a desarticulação de associação constituída para o tráfico de drogas atuante em regiões do entorno do Distrito Federal e integrada por indivíduos de facção criminosa.

Foram mobilizados cerca de 80 policiais, entre integrantes da Ficco/DF e PM-GO para cumprimento de 39 ordens judiciais expedidas pela Comarca de Pirenópolis. Foram expedidos 17 mandados de prisão preventiva, dos quais 12 já com captura efetivada, além de 12 mandados de busca e apreensão, majoritariamente, na cidade de Pirenópolis.

Os elementos de informação já coletados indicam que os investigados possuem envolvimento com atos relacionadas ao tráfico de drogas, crimes contra o patrimônio, crimes contra a vida, além de outras condutas ilícitas correlatas.

As penas para as condutas já identificadas, se somadas, podem chegar a 25 anos de prisão. A reunião das forças de segurança tem como principal objetivo intensificar o enfrentamento às organizações e associações criminosas e resguardar a plena e efetiva paz social.

Ademais, aponta-se que a Ficco/DF é composta pela Polícia Federal, Senappen, PP-DF, PM-DF e PC-DF, tendo por objeto a integração e cooperação entre os órgãos de segurança pública. A referida união de forças é imprescindível para a repressão e prevenção à criminalidade grave e violenta.

(Informações da PF)


Polícia Federal fecha garimpos ilegais e inutiliza maquinários no Pará


 A Polícia Federal cumpriu, na última terça-feira (16/4), cinco mandados de busca e apreensão na Operação Novo Eldorado, no município de Curionópolis (PA). Foram apreendidas cinco escavadeiras e quatro motores hidráulicos.

O prejuízo estimado é de R$ 5 milhões aos investigados, que ainda não foram identificados. Um aparelho celular, apreendido na operação deve ajudar o inquérito a chegar aos responsáveis pela extração ilegal.

Os garimpos de ouro ilegal têm área superior a 22 hectares. Os resíduos de garimpagem estariam se sedimentando no leito dos rios da região, principalmente no Rio do Sereno.

O combate feito pela Polícia Federal aos garimpos ilegais na região é constante. As operações atuais são desdobramentos de outras recentes, como a Operação Boa Sorte, também de garimpo de ouro, realizada em dezembro de 2023.

(Informações da PF)


Polícia Federal combate crimes contra abuso sexual infantojuvenil na “internet”


 A Polícia Federal, em cooperação policial com o Federal Bureau of Investigation (FBI), iniciou, na última quarta-feira (17/4), a Operação Proteção Integral, que tem por objetivo reprimir crimes de abuso sexual infantojuvenil na “internet”. Foram cumpridos três mandados de busca e apreensão na cidade de São Miguel do Oeste (SC).

De acordo com os elementos obtidos no curso da investigação, o investigado estava armazenando e disponibilizando, em ambiente virtual, fotografias e vídeos com conteúdo de abuso sexual com crianças e/ou adolescentes.

O suspeito responderá pelos crimes de produção e distribuição de material pornográfico infantojuvenil e outros elencados no Estatuto da Criança e do Adolescente.

(Informações da PF)


quarta-feira, 17 de abril de 2024

Polícia Federal realiza ação de erradicação de plantios de maconha na Bahia


 A Polícia Federal, em ação integrada com a Cipe-Caatinga realizou, na manhã do dia 12/4, a Ação de Erradicação de Plantios e “Cannabis sativa Lineu” (maconha) no município de Abaré, região de norte do Estado da Bahia, no âmbito da Operação Terra Livre.

Os plantios foram localizados por meio de levantamentos realizados pela Polícia Federal e Polícia Militar da Bahia em área de difícil acesso, em região de caatinga, próximos ao município de Abaré (BA), totalizando uma área erradicada de 15.200m².

Como resultado, houve a erradicação de, aproximadamente, 70 mil pés de maconha que, prontas para o consumo, produziriam cerca de 21  toneladas de drogas.

O ciclo produtivo da “cannabis” é monitorado pelos policiais federais e novas ações são realizadas nos períodos próximos à colheita, coibindo, assim, a finalização do cultivo. A persistência das ações de erradicação de plantios de maconha tem como efeito direto a diminuição da oferta de maconha no mercado consumidor.

Com essas operações consecutivas, as polícias Federal e Militar contribuem significativamente para o desabastecimento dos pontos de venda de droga no Estado da Bahia e outros Estados da Região Nordeste, evitando, assim, a escalada da violência tais como: roubos, furtos, homicídios, latrocínios, guerra pelo domínio dos territórios de drogas dentre outros crimes violentos, geralmente essas ocorrências provocam em torno do tráfico de drogas. Cada ponto de venda de droga desabastecido, significa um foco a menos de violência.

(Informações da PF)


Polícia Federal e BPFron apreendem veículo com mercadorias trazidas do Paraguai


 Na manhã do último sábado (13/4), policiais federais e policiais militares do Batalhão de Polícia de Fronteira (BPFron), em uma operação conjunta no âmbito da Operação Argos, realizavam patrulhamento na zona rural da cidade de Mercedes, quando visualizaram movimentação suspeita em uma propriedade da região.

A equipe realizou a aproximação no local e verificou que dois homens estavam carregando um veículo com alguns fardos. Diante disso, os policiais realizaram a abordagem e constataram que o local servia como depósito de mercadorias trazidas do Paraguai. Na propriedade, foram apreendidos um automóvel e 17 fardos contendo roupas diversas.

Os envolvidos foram ouvidos e qualificados para posterior prosseguimento da investigação. O veículo e todo o material ilícito foram apreendidos e encaminhados à Delegacia da Polícia Federal em Guaíra para adoção dos procedimentos legais subsequentes.

(Informações da PF)


Polícia Federal apreende mais de 4kg de cocaína com passageiro que embarcaria para Portugal


 A Polícia Federal prendeu em flagrante, na noite do último sábado (13/4), no Aeroporto Internacional Salgado Filho, um passageiro que embarcaria para Portugal, com 4,3kg de cocaína.

A droga foi localizada durante atividade de rotina dos policiais federais no aeroporto e teve o auxílio de um cão farejador da PF. A cocaína estava escondida na estrutura de duas malas que haviam sido despachadas e foi detectada na inspeção de bagagens.

O passageiro que transportava a carga foi preso, em flagrante, por tráfico internacional de drogas. Ele será encaminhado ao sistema penitenciário, onde permanecerá à disposição da Justiça Federal.

(Informações da PF)


Polícia Federal atua contra extração ilegal de ouro em Pontes e Lacerda (MT)


 A Polícia Federal, em ação conjunta com a Polícia Rodoviária Federal, o Exército, a Funai, a Força Nacional, o Gefron/MT e o Ciopaer/MT, concluiu no último domingo (14/4), os trabalhos da Operação que Ouro Viciado, que visa combater a extração ilegal de ouro e promover a desocupação da Terra Indígena Sararé, em Pontes e Lacerda.

Durante três dias de operações integradas, foram realizadas barreiras nas principais vias de acesso à Terra Indígena e incursões pelas matas e áreas atingidas pelos garimpeiros. Foram encontrados e inutilizados 22 pás carregadeiras, 39 motores estacionários, duas bombas-d'água, um gerador e duas britadeiras.

A ação contou com utilização de duas aeronaves, uma do Centro de Operações Aéreas de Mato Grosso (Ciopaer) e uma da PRF, além de embarcações para transporte das equipes às áreas de interesse operacional.

Encerradas as atividades em campo, as investigações terão continuidade para identificar os financiadores das atividades ilegais e descapitalizar a organização criminosa que, ao usurpar de ouro de origem ilegal, financia diretamente a degradação do meio ambiente, dizima a população indígena na região e polui os rios que abastecem os municípios, provocando, consequentemente, enormes danos econômicos, sociais e ambientais.

(Informações da PF)


MP-MA requer plano para evitar alagamentos na Cidade Operária e região


 O Ministério Público do Maranhão, por meio da 6ª Promotoria Distrital da Cidadania – polo Cidade Operária, emitiu uma recomendação à Prefeitura de São Luís após vários alagamentos na região. A recomendação, assinada pelo titular da Promotoria de Justiça, Joaquim Ribeiro Júnior, solicita um plano de ação para prevenir futuros alagamentos e melhorar a infraestrutura local.

Após as intensas chuvas dos últimos dias, diversos pontos de alagamento foram identificados, destacando-se áreas críticas como o retorno da Universidade Estadual do Maranhão (Uema), as proximidades do Supermercado Mateus, as ruas da Unidade 105 do Bairro Cidade Operária e os acessos aos bairros Vila América e Recanto dos Pássaros. De acordo com os denunciantes, a situação vem colocando em risco a segurança dos residentes, dificultando a locomoção e acarretando prejuízos.

Diante desse cenário, a 6ª Promotoria Distrital da Cidadania emitiu uma recomendação à Prefeitura de São Luís com o objetivo de que, em um prazo de 30 dias, seja apresentado um plano de reestruturação das ruas e avenidas dessas regiões. Esse plano visa evitar alagamentos futuros e garantir a segurança e o bem-estar da população.

O promotor de Justiça Joaquim Ribeiro Júnior ressaltou a importância da atuação do Ministério Público nesse cenário. “É nosso dever zelar pela integridade física e patrimonial da população. A recomendação busca provocar uma ação efetiva por parte da administração pública municipal, visando à solução desse problema recorrente”.

Uma das denunciantes é a líder comunitária Reylla Trindade. “A situação é crítica. Por conta do alagamento, nada passa. Esse problema nunca foi resolvido, apesar das constantes promessas de que seria. E no final, nós, a comunidade, que somos prejudicados de todas as formas. As pessoas pensam que é simples, que é só chegar e colocar um cano. Mas não é só isso, não é um problema isolado, mas o retrato do descaso que enfrentamos todos os dias”.

A Prefeitura de São Luís terá 10 dias para informar se acatará ou não a recomendação. Caso nenhuma providência seja adotada, o Ministério Público analisará a viabilidade de buscar responsabilizações em Juízo, inclusive por danos materiais e morais que restarem comprovados.

(Informações do MP-MA)


Em São Luís, Biblioteca Benedito Leite e Centro de Criatividade Odylo Costa Filho são inspecionados pelo MP-MA


 O Ministério Público do Maranhão realizou, na última terça-feira (16), inspeções nos prédios da Biblioteca Benedito Leite e no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho, localizados na região central de São Luís. O objetivo é averiguar a situação das unidades e adotar medidas administrativas e judiciais para preservação do patrimônio cultural.  

A atividade foi realizada pelo titular da 1ª Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente, Urbanismo e Patrimônio Cultural de São Luís, Luís Fernando Cabral Barreto Júnior, com o apoio do arquiteto Márcio Rodrigo da Silva Pereira, que, além de inspecionar a estrutura física, também avaliou as condições de segurança e preservação dos acervos históricos e culturais.

De acordo com o promotor de Justiça, o MP-MA já promove as inspeções há alguns anos e este trabalho foi interrompido em virtude da pandemia da covid-19. Em janeiro deste ano, foram instaurados dois procedimentos administrativos para atuação preventiva, com o intuito de averiguar o estado de conservação dos imóveis estaduais e municipais.

“O trabalho de inspeção é realizado porque os imóveis precisam ser mantidos em boas condições não só por estarem em uma área tombada, como também por serem bens públicos que precisam ser conservados”, afirmou Fernando Barreto.

Ele explicou, ainda, que a sede da biblioteca pública é localizada na área do tombamento estadual, estabelecido pelo Decreto Estadual nº 10.089/1986 e de competência do Ministério Público do Maranhão. Já o imóvel do Centro de Criatividade Odylo Costa Filho embora esteja inserido no perímetro do tombamento federal, e com isso compartilhe as atribuições com o Ministério Público Federal, possui acervos de interesse do patrimônio cultural estadual.

“Também visitamos o Centro de Criatividade Odylo Costa Filho por conta do que está dentro da unidade cultural, que são os azulejos e livros. E cabe à Promotoria de Justiça zelar por esse patrimônio”, explicou Barreto. 

No dia 10 de abril, o centro cultural foi invadido e saqueado por vândalos. Segundo os técnicos da Secretaria de Estado da Educação, presentes durante a vistoria, o acervo de livros e de azulejos não foi perdido.

“A informação que nos foi repassada é que houve um resgate desses bens e não teria havido nenhuma perda. O próximo passo é oficializar, em um documento, à Secretaria Estadual de Cultura e à Secretaria Estadual de Educação, o relato sobre as visitas e questionar sobre o cronograma de manutenção desses bens”, finalizou o promotor de Justiça.

O superintendente de Patrimônio Cultural do Maranhão, Eduardo Longhi, acompanhou as duas inspeções. Na Benedito Leite, a vistoria foi acompanhada pela diretora Aline Nascimento.

(Informações do MP-MA)