Blog do Marcial Lima - Voz e Vez

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Polícia Civil prende suspeito de cometer homicídio no Bairro do São Raimundo

Em uma ação realizada nesta sexta-feira (20), a Polícia Civil do Maranhão, por meio do 15º Distrito Policial do Bairro do São Raimundo, conseguiu prender Harrisson de Melo da Silva Filho, conhecido como Relussinho, 19 anos, pois ele é suspeito de ter participado de um homicídio que aconteceu em janeiro deste ano.

Segundo o delegado titular do Distrito Policial, Jorge Pacheco, o crime teria acontecido no Bairro Novo Horizonte, nas proximidades do Bairro do São Raimundo. Após 90 dias de investigações precisas e com a prisão de Relussinho, o crime foi totalmente elucidado com suas circunstâncias e tendo a identificação de todos os envolvidos na ação criminosa.

O delegado ainda destacou que os outros envolvidos no crime já se encontram com prisão decretada pela Justiça, tendo já cumprido a de Gerson de Jesus Santos, conhecido como Playboy, e que não será divulgada a identificação do terceiro envolvido, visando não atrapalhar a captura.

Após atender aos procedimentos de praxe na delegacia, Relussinho foi encaminhado à Unidade Prisional de Pedrinhas.

(Informações da SSP-MA)

MP Eleitoral instaura procedimento para apurar memorando emitido pela Polícia Militar

O Ministério Público Eleitoral no Maranhão apura a conduta da Polícia Militar (PM) do Maranhão que pode causar embaraços no pleito eleitoral. O Comando de Policiamento do Interior PM determinou que as unidades subordinadas devem informar quais lideranças políticas que fazem oposição ao governo local ou estadual. A ordem está valendo desde 6 de abril, devido a um memorando assinado pela PM do Estado.

De acordo com o procurador Regional Eleitoral, Pedro Henrique Castelo Branco, “o memorando não esclarece ou motiva de forma idônea as razões da necessidade do ‘levantamento eleitoral’ solicitado. Também não observa direitos fundamentais presentes na Constituição, que garantem a liberdade de manifestação e de expressão, bem como o livre exercício da convicção política”, afirmou

Segundo a Lei Complementar 64/1990, o uso desviado ou indevido de poder conferido a agente público, no exercício de função ou cargo de Administração Pública, em favor de candidato ou partido político, configura abuso de autoridade.

Ainda de acordo com a legislação eleitoral, podem sofrer a sanção de cassação do registro ou diploma tanto os responsáveis pela conduta ilícita, como também os candidatos meramente beneficiários, sendo apenas a sanção de inelegibilidade de caráter pessoal ao responsável.

Diante disso, com o propósito de esclarecer os fatos, bem como de eventualmente diminuir ou cessar atividades ilícitas eleitorais, para evitar que assumam uma dimensão mais grave, o Ministério Público Eleitoral instaurou Procedimento Preparatório Eleitoral. Para tanto, requisitou do comandante-geral da Polícia Militar do Estado do Maranhão que se manifeste, no prazo de 10 dias úteis, e encaminhe cópia integral dos procedimentos administrativos que tenham relação com o caso.

O procedimento refere-se ao Memorando Circular nº 08/2018 – Seç Adm CPA ½, em especial o Memorando Circular nº 098/2018 – CPI de 6/4/2018, que trata do “levantamento eleitoral”.

(Informações do MPF-MA)

Juiz suspende atendimento socioeducativo no Creas Coroadinho

O juiz titular da 2ª Vara da Infância e Juventude, José dos Santos Costa, assinou, no último dia 11, Portaria que suspende, temporariamente, o atendimento socioeducativo no Centro de Referência Especializado da Assistência Social (Creas) do Coroadinho, em São Luís, transferindo para o Creas localizado no Centro. O magistrado adotou a medida após realizar Inspeção Judicial nas cinco unidades da capital que executam medidas socioeducativas em meio aberto (Centro, Coroadinho, Itaqui-Bacanga, Cidade Operária e Sol e Mar).

Na Portaria, o juiz considerou o alerta feito, anteriormente, ao município quanto ao risco de acesso dos socioeducandos, desde que anunciada a construção de Complexo Creas e Cras na Vila Conceição (Coroadinho), saindo do Bairro de Fátima, tendo em vista se tratar de território controlado por facções criminosas que ameaçam e impedem o acesso dos adolescentes. O juiz ressaltou, entre outros, o agravamento da insegurança e ameaças aos adolescentes e parents após a mudança.

Na mesma Portaria, o juiz instaura procedimento para apurar irregularidades no atendimento de medidas socioeducativas em meio aberto na unidade do Coroadinho, pelas razões referidas.

Inspeção

O Juiz José dos Santos Costa divulgou o relatório das inspeções realizadas nas cinco unidades, onde foram verificadas as condições de estrutura física, quantidade de medidas executadas, capacitações realizadas, equipes, condições de trabalho, entre outros.

No relatório, o magistrado pontuou audiência realizada com o município de São Luís em novembro de 2017, na 2ª Vara da Infância, por força de processo judicial, ocasião em que se comprometeu com melhorias para os centros, inclusive realização de concurso público para os serviços técnicos, e outras medidas. O juiz constatou que as mudanças não foram significativas, permanecendo a falta de estrutura física e recursos humanos, além da não concretização do plano político-pedagógico de atendimento aos adolescentes e parentes.

(Informações do TJ-MA)

Desembargador José Jorge Figueiredo dos Anjos nega “habeas corpus” ao delegado Tiago Bardal

O desembargador José Jorge Figueiredo dos Anjos, do Tribunal de Justiça do Maranhão (TJ-MA), negou “habeas corpus”, com pedido de Tutela da Evidência, impetrado em favor de Tiago Bardal, contra ato do juiz da 3ª Vara Criminal da capital, José Gonçalo de Sousa Filho, que decretou a prisão preventiva do delegado por entender que, em liberdade, ele poderia perturbar a ordem e segurança pública com a intimidação de testemunhas, destruição de provas e embaraços ao regular seguimento do processo.

No pedido de “habeas corpus”, a defesa de Bardal alegou que a prisão preventiva se deu em razão de um fato ocorrido há mais de um ano, sendo antigo para justificar o decreto de prisão. Alegou que o delito de prevaricação é insuscetível de preventiva, sendo este inferior a quatro anos, e que o receio de reiteração do crime de peculato é anulado com o afastamento da função.

Sustentou também que o impetrado é absolutamente incompetente e que os crimes imputados têm conexão probatória com outros a cargo da Justiça Federal. Apontou que a preventiva é excessiva, pois a soma das penas mínimas cominadas aos crimes (prevaricação e peculato) não ultrapassa os três anos, a ensejar a substituição da pena corporal por restritiva de direito. Assevera que a dosimetria virtual das penas a serem impostas revela que o regime inicial seria semiaberto e que existe interesse afetivo dos menores filhos do delegado, estaria custodiado em local e condições inadequadas.

Os argumentos da defesa não convenceram o desembargador José Jorge Figueiredo, que em uma leitura minuciosa da documentação sobre a participação do delegado em associação criminosa observou que o Juízo da 1ª Vara Criminal da Capital declinou da competência para a Justiça Federal, tendo a 1ª Vara Federal, no dia 2 deste mês, decidido pela manutenção da prisão preventiva do delegado, por entender subsistir os motivos que ensejaram sua decretação.

Ao analisar a decisão que decretou a prisão preventiva, o desembargador José Jorge Figueiredo dos Anjos verificou que a mesma atende a todos os requisitos especificados em lei, encontrando-se devidamente fundamentada, levando em consideração prova da existência do crime e indícios de autoria, não restando dúvida ao juiz de base de que, em liberdade, o delegado poderia perturbar a ordem e a segurança pública com a intimidação de testemunhas, destruição de provas e embaraços ao regular seguimento do processo.

No entendimento do desembargador, o decreto de prisão preventiva do delegado se revestiu das formalidades legais, razão pela qual inexiste o alegado constrangimento ilegal que leve à revogação da prisão preventiva decretada, restando também afastada a possibilidade de aplicação de medida cautelar menos gravosa.

Para o magistrado, a estreita via do “habeas corpus” não é adequada para dirimir questão de incompetência do Juízo Estadual, por demandar análise mais aprofundada das provas e de todas as circunstâncias fáticas expostas na denúncia.

Em relação à afirmação de que existe interesse afetivo dos menores filhos do delegado, o desembargador enfatizou que a defesa não comprovou que o delegado é imprescindível aos cuidados especiais de pessoa menor de seis anos de idade ou com deficiência, nem que é o único responsável pelos cuidados dos filhos menores de doze anos, argumentando apenas a questão afetiva com base na Regra de Bangkok, o que se mostra insuficiente, tendo em vista que o princípio básico da referida regra é a necessidade de considerar as distintas necessidades das mulheres presas, o que não é o caso do delegado Tiago Bardal.

O desembargador José Jorge afirmou não ter identificado qualquer ilegalidade na prisão cautelar que ampare o pedido de “habeas corpus”, mantendo, assim, a decisão que decretou a custódia preventiva do delegado Tiago Bardal.

(Informações do TJ-MA)

No Ceará, Polícia Federal combate divulgação de pornografia infantil pela “internet”

A Polícia Federal cumpriu nesta sexta-feira (20/4), na capital cearense, dois mandados de busca e apreensão, visando reprimir o compartilhamento e a publicação de pornografia infantil na “internet”.

Aproximadamente, 15 policiais cumpriram os mandados nos bairros Cocó e Centro. Não houve flagrante. Nos locais, foram apreendidas mídias. Todo o material recolhido passará por perícia técnica para averiguar o conteúdo de suas informações. Um dos investigados, 32 anos, é advogado. As investigações continuam e podem resultar em prisões, após análise do material apreendido.

Os crimes de pedofilia são caracterizados por possuir, armazenar ou transmitir por qualquer meio, fotografia, vídeo ou outra forma de registro que contenha cena de sexo explícito ou pornografia com criança ou adolescente, além do uso da “internet” para transmitir esse conteúdo.

(Informações da PF)

Batalhão Tiradentes prende suspeito de assaltar coletivo em São Luís

Na noite da última quarta-feira (18), a Polícia Militar do Maranhão, por meio do Batalhão Tiradentes, conseguiu prender, em flagrante, Natalielson Oliveira Viana, 26 anos, suspeito de assaltar um coletivo na Avenida Jerônimo de Albuquerque, nas proximidades do Bairro da Cohab, em São Luís.

Durante rondas de rotina, a guarnição do Batalhão Tiradentes foi informada por populares sobre um assalto que teria acontecido na região. De imediato, os policiais passaram a realizar diligências visando identificar e localizar o assaltante, tendo êxito no fim das buscas.

Foram apreendidos um revólver calibre 32, três aparelhos celulares, joias e cartão de transporte.

Na delegacia, foi constatado que Natalielson já possui passagens criminais por violência doméstica e ameaça.

(Informações da SSP-MA)

Polícia Militar prende foragido da Justiça em Imperatriz

A Polícia Militar do Maranhão, por meio do 3º Batalhão, sob o comando do tenente-coronel Ilmar, com apoio do Ciops, localizou e prendeu o foragido da Justiça Wilton Wagner C. de Sousa, 19 anos, que havia fugido da Fundação da Criança e do Adolescente (Funac).

Ele é acusado de ter cometido um homicídio, sendo vítima uma mulher grávida em agosto de 2016, na cidade de Balsas (MA), e estava em regime semiaberto na Funac, de onde fugiu com outros quatro infratores, na madrugada da última sexta feira (13/4).

A guarnição foi acionada, via Ciops, para averiguar a informação de que um fugitivo da Funac havia sido localizado na Rua Ayrton Sena. O indivíduo estava visivelmente sob efeito de entorpecentes e se envolveu numa confusão com populares (que não foram identificados) quando acabou sendo lesionado com um corte profundo na região da cabeça.

Após a luta corporal, o acusado tentou se evadir do local. De pronto, os policiais localizaram o indivíduo num matagal e realizaram a prisão dele.

Em seguida, os policiais levaram o acusado até o HMI para prestar o socorro necessário e, depois, fizeram a condução dele até o Plantão Central, com lesões oriundos da luta corporal, para a tomada das devidas providências cabíveis.

(Informações da SSP-MA)

Polícia Militar cumpre mandado de prisão e apreende adolescente com simulacro de arma de fogo

A Polícia Militar do Maranhão, por meio do 3º Batalhão, sob o comando do tenente-coronel Ilmar, realizou, na noite dessa quinta-feira (19), o cumprimento de mandado de prisão de Ricardo Morais Santos, 19 anos, e a apreensão de um adolescente de posse de simulacro de arma de fogo, suspeito de praticar assalto.

Por volta das 20h30, a guarnição do Esquadrão Águia, efetuando rondas e abordagens no Bairro da Caema, se deparou com Ricardo Morais trafegando sozinho em atitude suspeita.

Ao ser abordado, foi solicitado ao Ciops uma consulta detalhada do nome do indivíduo. Após a consulta, foi constatado que, em nome dele, constava um mandado de prisão em aberto pelo crime previsto no Art. 157. do CPB (Subtrair coisa móvel alheia, para si ou para outrem, mediante grave ameaça ou violência à pessoa, ou depois de havê-la, por qualquer meio, reduzido à impossibilidade de resistência).

Os policiais, então, fizeram o procedimento e conduziram o acusado, sem lesões corporais, ao Plantão Central para a tomada das devidas providências cabíveis.

Material apreendido:
– R$ 510
– um celular Samsung

Em seguida, por volta das 21h30, em ocorrência na Rua Rui Barbosa, no Centro, a Radiopatrulha do 3º BPM recebeu informações de, que um adolescente foi detido por populares, que afirmaram que ele estaria tentando esconder-se num terreno baldio nas proximidades, a fim de praticar assaltos.

A guarnição foi acionada e, ao chegar ao local, abordou o indivíduo. Ao ser feita a revista pessoal, os policiais encontraram, com ele, um simulacro de arma de fogo.

Os policiais conduziram o acusado, sem lesões corporais, ao Plantão Central para a tomada das devidas providências cabíveis.

Material apreendido:
– um simulacro de arma de fogo
– bolsa com roupas

(Informações da SSP-MA)

Em Timon, Polícia Civil prende uma mulher e aprende um adolescente suspeitos de praticarem tráfico de drogas

 Dando continuidade às ações de repressão ao narcotráfico, a Polícia Civil do Maranhão, por meio da Senarc, unidade Timon, com apoio da Delegacia Regional de Homicídios, efetuou, no fim da tarde dessa quinta-feira (19), a prisão, em flagrante, de Ricardina Pâmela Costa Silva, 18 anos, e a apreensão de um adolescente por tráfico de drogas.

Os dois foram surpreendidos quando vendiam drogas na residência do casal, situada no B airro Parque Piauí II, em Timon, ocasião em que, no interior da casa, foram encontradas mais de 300 trouxinhas de maconha, além de quatro porções maiores da mesma droga, 38 pedras de crack e dinheiro em espécie.

Diante das circunstâncias da prisão e materialidade delitiva, ambos foram encaminhados à Central de Flagrantes de Timon visando a adoção dos procedimentos de Polícia Judiciária.

(Informações da SSP-MA)

Em São Luís, DRF e DRFV prendem autor de furtos em estabelecimentos comerciais

Dando continuidade às ações de repressão a crimes patrimoniais, a Polícia Civil do Maranhão, em ação conjunta da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) e da Delegacia de Repressão a Roubos e Furtos de Veículos (DRFV), deu cumprimento, nessa quinta-feira (19), ao mandado de prisão preventiva em desfavor de Carlos Magno Santos Freire, 40 anos.

Tal indivíduo foi identificado em, pelo menos, três casos de furtos em estabelecimentos comercias, sendo também suspeito em outros dois casos.

A destreza e a dissimulação ao agir são a marca registrada de Carlos Magno, o qual realizava os furtos sem que as vítimas percebessem de imediato.

A prisão possibilitou a recuperação de semijoias de uma loja existente num “shopping” da cidade.

(Informações da SSP-MA)

Em Paço do Lumiar, Polícia Civil cumpre mandados de busca e apreensão e prende suspeitos de praticarem tráfico de drogas

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Delegacia de Polícia Especial de Paço do Lumiar (MA), sob o comando do delegado Sidney Oliveira de Sousa e Saisp-Leste, realizou, na última terça-feira (17), a Operação O olho que tudo vê no Conjunto Morada do Bosque, Bairro Iguaíba, em Paço do Lumiar, resultando na prisão, em flagrante, de Girlene de Almeida Pereira pelo crime de tráfico de drogas e no cumprimento de quatro mandados de busca e apreensão em desfavor de Johnyson Visqueira Gomes, que estava, no momento, com Girlene de Almeida, sendo também autuado pelo crime de tráfico de drogas; Wagno Nascimento da Silva; Eden Ribeiro Neto e Vanessa Araújo Meireles pelos crimes de homicídio, tentativa de homicídio e tráfico de drogas.

A operação consistiu no cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão, três de prisão decorrentes de inquéritos de homicídio e tentativa de homicídio, que aconteceram naquele conjunto.

Observe-se que, no cumprimento do mandado de busca na residência, identificada como pertencente à Johnyson Visqueira, conhecido como Johny, foi flagrada Girlene de Almeida vendendo droga e apreendidas substâncias semelhante ao crack e à cocaína.

Ressalte-se que os indivíduos presos são considerados líderes de facção criminosa que atuavam na região e eram os responsáveis por ordenar a execução de pessoas que não se adequavam às ordens da facção.



(Informações da SSP-MA)

Em Barreirinhas, MP-MA pede a suspensão de seletivo irregular para contratação de professores

O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) ajuizou, em 16 de abril, Ação Civil Pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Barreirinhas, Albérico de França Ferreira Filho, e o secretário municipal de Educação, José Cicero Silva Macário Júnior. A manifestação ministerial foi proposta pelo promotor de Justiça Guilherme Goulart Soares.

Como medida liminar, foi pedida a suspensão imediata de todos os contratos decorrentes do Edital nº 01/2018, referente a processo seletivo simplificado para a contratação temporária de professores, para atuarem na educação infantil e no ensino fundamental da rede municipal.

Em caso de descumprimento, foi sugerido o pagamento de multa diária no valor de R$ 50 mil.

Histórico

Consta nos autos que o município promoveu, em 2016, concurso público de provas e títulos, para o provimento de diversos cargos. O resultado final foi publicado em 28 de junho, e, em 30 de junho, o certame foi homologado. O edital estabeleceu prazo de validade para o concurso de, no mínimo, dois anos.

Em 2017, a prefeitura convocou todos os professores aprovados dentro do número de vagas, restando, aproximadamente, 250 professores classificados, conforme cadastro de reserva.

Mesmo com o prazo de validade do concurso ainda em vigor e com lista de professores classificados, a administração municipal de Barreirinhas publicou, no dia 19 de fevereiro de 2018, edital de processo simplificado para a contratação temporária de professores. O documento foi assinado pelo prefeito e pelo secretário municipal de Educação.

Na ACP, o promotor de Justiça frisou que a Constituição Federal estabelece que a contratação sem concurso público somente é permitida para atender à necessidade temporária de excepcional interesse público, entre outros requisitos. Não preenchendo as condições necessárias, a administração pública não pode utilizar desta modalidade de contratação.

“Inventa-se todas as formas e desculpas possíveis para não nomear os aprovados. Por outro lado, multiplica-se as contratações precárias de terceiros apadrinhados, em prejuízo aos legítimos merecedores das vagas em alusão”, afirmou, na ação, Guilherme Goulart Soares.

O representante do MP-MA também afirmou que o Estado brasileiro não tem dado a devida atenção para a educação de crianças e adolescentes. “Como consequência desse descaso estatal, parte de nossos jovens acabam trilhando o caminho das drogas e dos crimes. Um país sem educação é um país fadado ao fracasso”.

O promotor de Justiça enfatizou, ainda, que o Maranhão ocupa o penúltimo lugar no “ranking” brasileiro do IDH, com índice de 0,639 enquanto a média brasileira é de 0,727.

“Uma educação de qualidade é o único caminho possível para a melhoria de vida da população maranhense. Quem permite que prefeituras nomeiem profissionais da área de educação de forma precária, política e sem critérios técnicos em detrimento de profissionais habilitados e aprovados em concurso público, relega a segundo plano a educação dos filhos dos mais necessitados e exercem protagonismo no papel de fomentador dos alarmantes índices de qualidade de vida da população do Maranhão”, concluiu o promotor de Justiça.

Pedidos

Na ação, o MP-MA solicita a condenação dos dois gestores por ato de improbidade administrativa por terem contratado servidores de forma irregular, com as seguintes penas: ressarcimento integral do dano, se houver, perda da função pública, suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos, pagamento de multa civil de até 100 vezes o valor da remuneração recebida pelo agente e proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário pelo prazo de três anos.

O município de Barreirinhas fica localizado a 254km de São Luís.

(Informações do MP-MA)

Polícia Militar prende casal com drogas no Coroadinho

Uma equipe do Grupo de Serviço Avançado (GSA) do 1º BPM recebeu, na manhã dessa quinta-feira (19), informações de que Mailson da Hora Rodrigues e Samia dos Santos Padilha, ambos de 22 anos e moradores do Bairro do Coroadinho. Eles estariam vendendo drogas na residência deles e, ainda, guardavam uma arma de fogo.

Os policiais de posse dessa informação foram até a Rua da União, no Coroadinho, e realizaram abordagem ao casal. Após buscas feitas no interior do imóvel, foi possível encontrar na cozinha, debaixo de um fogão, uma barra de, aproximadamente, 173g de maconha prensada.

No quarto dos dois, foi localizado, dentro de uma sacola plástica, um revólver calibre 38 e, escondido entre a cama e a parede, outra sacola com uma barra de, aproximadamente, 312g de crack e mais 97g da mesma substância divididas em porções menores. Em outra sacola, mais uma barra de, aproximadamente, 255g de cocaína, mais uma porção menor pesando 7g da mesma substancia.

Ainda na residência, dentro de uma gaveta, foi encontrado 17 projéteis cal. 38 intactos e, dentro de um aparelho de microsystem, cerca de R$180 em cédulas e mais nove trouxinhas de cocaína.

A equipe policial apreendeu, também, um relógio de pulso dourado Invicta, além de dois aparelhos celulares de marca Samsung, um Motorola e um Blue.

Tanto Mailson Rodrigues quanto Samia Padilha, quando questionados sobre o material apreendido, assumiram, de pronto, serem os donos. Informaram ainda que pertencem a uma facção criminosa.

A constatação da informação levou a guarnição a encaminhar o casal ao 10º Distrito do Bom Jesus, para as medidas cabíveis.

O GSA contou com o apoio da guarnição da Unidade de Segurança Comunitária – USC 2, a equipe Giro.


(Informações da SSP-MA)

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Governo Flávio Dino virou cadeira cativa no “O Brasil que eu quero”

Pelo visto o governo Flávio Dino (PCdoB), por toda sua incompetência, está ocupando cadeira cativa no quadro criado pela TV Globo “O Brasil que eu quero para o futuro”.

Recentemente, um dos telespectadores que apareceu no quadro era natural da cidade de Cajari e mostrou a realidade da Saúde do governo Flávio Dino, algo bem diferente da propaganda apresentada pelos comunistas (reveja aqui).

Já nesta quinta-feira (19), novamente no “Bom Dia Brasil”, foi a vez do telespectador Ailton Pereira Jorge mostrar a triste realidade das estradas do Maranhão, algo que não aparece nas propagandas dos comunistas.

O telespectador mostrou a situação da MA-006, que culminou com o praticamente isolamento da cidade de Formosa da Serra Negra.

“Sou Ailton Pereira Jorge, de Formosa da Serra Negra, uma cidade que se encontra isolada pela falta de manutenção da MA-006. O Brasil que eu quero é ver pacientes sendo transportado com menos sofrimento, e o trabalhador possa trafegar com qualidade”, afirmou. Clique aqui para ver a reclamação feita pelo maranhense de Cajari no “Bom Dia Brasil” ou veja, abaixo, o vídeo postado pelo Blog.

E assim segue o governo Flávio Dino, na prática, na realidade é bem diferente do que as mentiras mostradas na propaganda enganosa dos comunistas.





(Informações do Blog do Jorge Aragão)

Em Vitorino Freire, acusado de assassinato será julgado dia 26 de abril

O juiz Rômulo Lago e Cruz, titular da 1ª Vara de Vitorino Freire, marcou uma sessão do Tribunal do Júri Popular para o dia 26 deste mês. O réu será Cícero Rodrigues, acusado de prática de crime de homicídio contra Antônio Silva Lima Sousa. De acordo com a denúncia, o assassinato aconteceu em 2 de novembro de 2012, no Povoado de Jussaral, localidade pertencente ao município de Vitorino Freire. Antônio Silva foi morto a golpes de faca.

Consta no inquérito que a vítima, em aparente estado de embriaguez, dirigiu-se até a casa de Cícero Rodrigues, na qual funcionava um pequeno estabelecimento comercial. Lá, Antônio teria afirmado que estava “muito louco” e que “era o dia dele e que queria beber o sangue de qualquer um”. Em seguida, ele teria pedido três cigarros a Cícero. O denunciado negou, e os dois começaram uma discussão.

Antônio saiu do estabelecimento e foi para a casa vizinha. Lá, vários homens estavam jogando bilhar, e a vítima teria feito diversos comentários a respeito das filhas de Cícero. Ato contínuo, Antônio Silva voltou ao estabelecimento do réu e teria começado a agredi-lo verbalmente, dizendo que iria “comer-lhe o fígado”.

A vítima se aproximou de Cícero e desferiu-lhe um soco, iniciando uma luta corporal. Neste momento, Cícero Rodrigues teria sacado uma faca da cintura e desferido cinco golpes em Antônio, causando-lhe morte instantânea.

(Informações do TJ_MA)