Blog do Marcial Lima - Voz e Vez

domingo, 25 de fevereiro de 2018

Ligações de fixo para móvel ficam mais baratas a partir de hoje

A partir de hoje (25), as ligações locais e interurbanas de telefones fixos para móveis ficarão mais baratas. Segundo a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel), a redução das chamadas locais vai variar entre 10,58% e 12,75% e a das tarifas interurbanas, entre 3,98% e 7,41%.

A queda vai ocorrer devido à redução das tarifas de interconexão, que é o valor cobrado de uma empresa pelo uso da rede de outra operadora para a realização de serviços. O cálculo das tarifas é feito pela Anatel. De acordo com a agência, as tarifas de inteconexão foram usadas inicialmente para subsidiar a instalação de redes das operadoras móveis.

A redução das tarifas vale para as ligações originadas nas redes das concessionárias de telefonia fixa – Oi, Telefônica, CTBC, Embratel e Sercomtel – destinadas às operadoras móveis. O preço médio das ligações locais de telefone fixo para móvel vai passar de R$ 0,18 para R$ 0,12, sem imposto.

Para as ligações interurbanas feitas de fixo para móvel com DDD iniciando com o mesmo dígito, por exemplo, DDDs 61 (Brasília) para 62 (Goiânia), o preço médio cairá de R$ 0,55 para R$ 0,39. Enquanto o preço médio das demais ligações interurbanas de fixo para celular, vai ser reduzido de R$ 0,62 para R$ 0,45.

Desde 2014, a tarifa de interconexão vem caindo e novas reduções devem acontecer até 2019. A lista com a redução de cada concessionária está disponível no site da Anatel.

(Informações da Agência Brasil)

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Preso nos EUA maior traficante de armas para o Brasil; governo pede extradição

Foi preso meste sábado (24), no Estado norte-americano da Flórida, o brasileiro Frederik Barbieri, considerado pela Polícia Civil do Rio de Janeiro o maior traficante de fuzis dos Estados Unidos para o Brasil. O governo brasileiro já pediu aos EUA a extradição de Barbieri.

A prisão foi confirmada pelo titular da Delegacia Especializada em Armas, Munições e Explosivos (Desarme), Fabrício Oliveira. Barbieri tinha cidadania norte-americana e foi apontado como o comandante da organização responsável pela carga de 60 fuzis de guerra apreendidos em junho do ano passado no Terminal de Cargas do Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro Galeão/Tom Jobim.

Segundo Oliveira, as investigações, no Brasil, começaram em 2015 e apontam que Barbieri residia em Miami desde 2010. Com a apreensão no aeroporto, as autoridades norte-americanas também iniciaram uma investigação, no ano passado.

“Foi essa investigação nos Estados Unidos que ocasionou a prisão dele lá, começou com a apreensão do carregamento de fuzis aqui no Galeão, quando começou a investigação das autoridades norte-americanas. A prisão dele é fruto de uma investigação da polícia norte-americana com a ajuda da polícia brasileira, uma força-tarefa ficou uma semana lá”, disse Oliveira.

Para o delegado, a prisão foi um importante passo no combate à violência no Estado. “A expectativa é que as remessas ilegais diminuam, uma vez que a gente conseguiu desarticular essa quadrilha. Tem investigações que seguem em sigilo. A gente apreendeu fuzis no aeroporto, mas sabe que ele utilizou diversos outros instrumentos. É muito importante, porque foi fruto de uma força-tarefa entre a Polícia Civil do Rio e agentes norte-americanos, em que a gente consegue colocar o líder de uma organização criminosa na cadeia”, destacou.

Extradição

O Departamento de Recuperação de Ativos e Cooperação Jurídica Internacional, do Ministério da Justiça e Segurança Pública, informou que já apresentou ao governo norte-americano o pedido de extradição de Frederik Barbieri.

Porém, houve um pedido de documentação complementar e, no momento, o departamento aguarda o Poder Judiciário enviar os papéis solicitados traduzidos para o inglês.

“Frederik Barbieri é investigado em procedimentos criminais instaurados no Brasil e nos EUA. Os pedidos de cooperação jurídica internacional entre os países para produção de provas encontram-se em andamento”, informou o órgão por meio de nota.

(Informações da Agência Brasil)

Pessoa com deficiência pode pedir pela “internet” gratuidade em viagens

O Ministério dos Transportes, Portos e Aviação lançou um portal exclusivo na “internet” para usuários do programa Passe Livre, que assegura a pessoas com deficiência e de baixa renda o direito de gratuidade no transporte rodoviário interestadual. O cartão que dá acesso ao benefício, em vigor há cinco anos, só podia ser solicitado mediante o envio de formulário e documentação pelos Correios.

Com a nova funcionalidade, que está adaptada aos principais padrões de acessibilidade na rede, atuais beneficiários e pessoas que têm direito à inclusão no programa também terão a possibilidade de fazer a adesão e a renovação “on-line”. O andamento dos pedidos poderá ser acompanhado no “site”. O serviço de inscrição com o envio de formulário pelos Correios será mantido.

O atleta Francisco Fábio, morador de Ceilândia, no Distrito Federal, é usuário do programa. Há três anos. cadeirante, ele recebe pensão de um salário mínimo do INSS e costuma viajar três vezes por ano utilizando o Passe Livre. "Na questão financeira, [o benefício] ajuda muito, porque não é toda hora que a gente tem dinheiro suficiente pra comprar passagem. É uma forma de inclusão", afirma.

Em pouco mais de três meses, Francisco vai precisar renovar a validade do cartão no programa, e a possibilidade de fazer tudo pelo computador agradou. "É bem melhor, não precisa ficar saindo de casa pra resolver esse tipo de burocracia. Para quem é cadeirante como eu, facilita muito a vida".

Atualmente, o Passe Livre beneficia 200 mil brasileiros, mas o potencial é de atender a, pelo menos, 2,5 milhões de pessoas, segundo estimativas do cadastro de Benefício de Prestação Continuada (BPC) do Ministério da Previdência Social. Têm direito a solicitar a gratuidade portadores de deficiência física, mental, auditiva, visual, múltipla, com ostomia ou doença renal crônica, e cuja renda média da família seja de, no máximo, um salário mínimo por pessoa. O Ministério dos Transportes diz que emite cerca de 8 mil cartões do programa por mês.

Integrante do Coletivo de Mulheres com Deficiência no Distrito Federal, Agna Cruz, que também é cadeirante, elogiou o portal do programa Passe Livre na “internet”. “De fato, a navegação é muito fácil e intuitiva”. O “site” traz soluções como leitor de tela para cegos e pessoas com deficiência visual parcial, além de tradutor de Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) para deficientes auditivos. O “layout” também tem linguagem simples, em tópicos e cores para identificar os menus de informação. Usuária do Passe Livre há sete anos, Agna conta que o benefício foi importante para custear seu tratamento médico no Hospital Sarah Kubitschek, em Brasília, quando ela ainda morava em sua cidade natal, Porto Seguro (BA). "Durante muitos anos, vinha de ônibus fazer o tratamento para mobilidade na Rede Sarah, em Brasília", explica.

Problemas

Mesmo com a nova funcionalidade, usuários do Passe Livre também reclamam de problemas para conseguir passagem. Por lei, toda empresa de transporte coletivo rodoviário interestadual é obrigada a reservar dois assentos por viagem, em veículo convencional (a exigência não vale para ônibus do tipo leito). Lendomar de Souza, 61 anos, que tem mobilidade reduzida e vive em Samabaia, no DF, afirma que não usa o serviço há vários anos porque simplesmente não consegue o agendamento com as empresas de transporte. "Eles (empresas) alegam que não têm vaga e que é preciso agenda com 15, 20 dias de antecedência. Aí a gente acaba desistindo de usar o cartão e paga a passagem do bolso", lamenta.

Francisco Fábio, morador da Ceilândia, conta já ter tido experiências negativas ao tentar marcar uma passagem. “Em uma viagem para o interior do Ceará, para visitar parentes, a empresa disse que teríamos que solicitar com 15 dias de antecedência. Fomos no guichê da empresa, no terminal rodoviário, na data estipulada e disseram que teria que ser com 45 dias de antecedência, aí acabamos pagando do próprio bolso a passagem”, relata. O jovem atleta, que vive com um salário mínimo, acabou tendo que desembolsar R$ 390 para fazer a viagem com a mãe.

Segundo o Ministério dos Transportes, o usuário que se sentir lesado pela empresa deve procurar um posto da Agência Nacional de Transporte Terrestre (ANTT), no próprio terminal rodoviário, ou ligar para o 166. Também é possível acionar diretamente os responsáveis pelo programa Passe Livre no ministério, por “e-mail” ou pelo telefone (61/3329-9098).

Outro problema enfrentando pelas pessoas com deficiência no transporte interestadual é a falta de acessibilidade nos terminais rodoviários e nos próprios veículos. A principal reclamação é a falta de equipamento adequado, como plataformas elevatórias ou piso baixo para embarque e desembarque. “Eu sou uma mulher cadeirante e sempre que vou viajar preciso ser carregada por algum funcionário da empresa ou motorista. Isso para a mulher é pior, expõe ainda mais nossa vulnerabilidade. A gente acaba tendo que viajar quase sempre acompanhada pelo marido ou pelo filho”, reclama Agna Cruz, do Coletivo de Mulheres com Deficiência no DF.

De acordo com a ANTT, as transportadoras de passageiros de serviços interestaduais e internacionais são obrigadas a garantir o embarque ou desembarque de pessoa com deficiência ou com mobilidade reduzida, por meio de veículos que tenham piso baixo ou piso alto, com plataformas elevatórias. Elas também precisam dispor de cadeira de transbordo. As especificações são definidas pelo Inmetro, e a fiscalização compete à própria agência. Qualquer irregularidade observada pelos passageiros pode ser informada à Ouvidoria da ANTT pelo 166 ou por “e-mail”.

(Informações da Agência Brasil)

Ex-prefeita de Penalva (MA) é condenada por ato de improbidade administrativa

Após a Ação Civil Pública proposta pelo Ministério Público Federal (MPF) no Maranhão, a Justiça Federal condenou Maria José Gama Alhadef, ex-prefeita de Penalva. Quando gestora, Maria José foi responsável por um conjunto de irregularidades com dispensas indevidas de licitação e levantamento irregular de recursos públicos.

De acordo com o MPF-MA, a ex-prefeita não realizou a comprovação da aplicação regular de recursos federais. Ou seja, processos licitatórios foram realizados e recursos públicos federais foram repassados sem a observância do processo exigido por lei, o que causou dano ao erário.

Segundo relatório da Controladoria Geral da União (CGU), faltou execução de contratos para reforma de unidades escolares e houve indevida dispensa da licitação necessária à formalização dos ajustes. Entre as várias irregularidades cometidas na gestão de Maria José, estão: contratação irregular de serviços de radiologia e de fornecimento de combustível, repasses com receitas provenientes do Programa Nacional de Alimentação Escolar (Pnae) sem celebração do contrato de fornecimento de merenda escolar com o município de Penalva.

Diante disso, a Justiça Federal acatou os pedidos do MPF-MA e condenou Maria José Gama Alhadef a ressarcir o dano ao erário no valor total de R$ 605.528,91. A ex-prefeita também teve seus direitos políticos suspensos pelo prazo de oito anos e deverá pagar multa civil no valor de R$ 201.842,97, correspondente a um terço do prejuízo verificado.

A Justiça determinou também que, durante o prazo de cinco anos, Maria José não poderá contratar o Poder Público, receber incentivos ou benefícios fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócia majoritária.

(Informações do MPF-MA)

MPF quer criação de Plano de Gerenciamento de Resíduos de Saúde em Unidade Materno-Infantil do Maranhão

O Ministério Público Federal (MPF) propôs Ação Civil Pública, com pedido de liminar, contra a Universidade Federal do Maranhão (UFMA) e a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH). O objetivo é a criação e o monitoramento do Plano de Gerenciamento dos Resíduos de Serviços de Saúde na Unidade Materno-Infantil do Hospital Universitário da Universidade Federal do Maranhão (HU-UFMA), em observância a Resolução RDC nº 306, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), do Ministério da Saúde. A ação é de iniciativa da Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC).

Após desaparecimento de fetos na maternidade, em julho de 2016, fato amplamente divulgado na mídia local, foi instaurado um inquérito civil para apurar as condições de segurança e qualidade dos procedimentos internos do Hospital Materno-Infantil. De acordo com vistoria da Vigilância Sanitária do Estado do Maranhão, há descumprimento dos protocolos dos setores envolvidos no preparo do corpo pós-morte, o Abrigo de Resídios não tem capacidade de armazenamento compatível com a demanda e está em desacordo com a Resolução RDC nº 306/04 da Anvisa/MS.

Além disso, em vistoria realizada em janeiro deste ano, foi constatado que o fluxo do Centro Cirúrgico relacionado aos fetos natimortos não está funcionando, tendo em vista que a Câmara Fria está desativada por falta de manutenção preventiva e corretiva. Assim, foi concluído que as inconsistências que resultaram no desaparecimento dos três corpos em 2016 persistem.

O regulamento técnico para o gerenciamento de resíduos de saúde prevê a necessidade da administração de resíduos de serviços de saúde estabelecer diretrizes gerais e definir- com um conjunto de procedimentos que visem diminuir a quantidade de resíduos produzidos e proporcionar um encaminhamento seguro e eficiente, para proteger os trabalhadores, preservar a saúde pública, os recursos naturais e o meio ambiente. O descumprimento dessas normas afrontam a saúde pública e o direito sanitário na perspectiva de adequado tratamento dos resíduos de serviço de saúde, configurando, assim, conduta ilícita.

Diante disso, o MPF pede à UFMA e à EBSERH a realização de reparos e manutenção necessários à reativação da Câmara Fria; a observância da Unidade Materno-infantil HU-UFMA do protocolo de fluxo de corpos, na forma prevista na RDC nº 306/04 da Anvisa/MS, adequação da capacidade do abrigo de resíduos à demanda.

Atualmente, o processo de número nº 100818-92.2018.4.01.3700 tramita na 6ª Vara Cível da Seção Judiciária do Maranhão.

(Informações do MPF-MA)

Polícia Militar prende suspeito de praticar tráfico de drogas em São Mateus

Em uma ação realizada na manhã dessa sexta-feira (23), a Polícia Militar do Maranhão, por meio do 23º BPM da cidade de São Mateus, conseguiu prender Wellington Silva Morais, suspeito pelo crime de tráfico de drogas na região.

Informações anônimas apontavam que Wellington estava vendendo entorpecentes no Bairro Toca da Raposa, cujo fluxo maior seria durante as madrugadas. Na manhã dessa sexta-feira (23), uma guarnição se deslocou até o endereço apontado nos relatos para apurar a veracidade, sendo, posteriormente, confirmado.

Na residência, mais especificamente no quintal, foi apreendida uma quantidade de entorpecentes em uma privada.  Foram encontrados cinco pinos de crack, nove tabletes de maconha e alguns apetrechos utilizados no narcotráfico.

O material apreendido e o suspeito foram apresentados na delegacia da cidade de São Mateus para as medidas cabíveis do Poder Judiciário.

(Informações da SSP-MA)

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

MP-MA emite Recomendações sobre hospitais em Passagem Franca e Lagoa do Mato

 Com base em relatórios de inspeção elaborados pela Superintendência de Vigilância Sanitária do Estado do Maranhão, o Ministério Público encaminhou, na última segunda-feira (21), Recomendações a respeito de inconformidades verificadas na Clínica São Sebastião e no Hospital Municipal Prefeito Afonso Costa, no município de Passagem Franca, e na Unidade Básica de Saúde Claro Cruz, em Lagoa do Mato.

A Recomendação nº 01/2018-PJPF foi encaminhada ao prefeito e à secretária de Saúde de Lagoa do Mato e estabelece prazo de 120 dias para que sejam satisfeitas as exigências descritas no Relatório Técnico de Inspeção. Entre os problemas, estão a elaboração do Plano de Gerenciamento dos Resíduos dos Serviços de Saúde e a instalação de normas e rotinas dos serviços da unidade.

Também deverá ser providenciada a aquisição de sabonete líquido, antisséptico, álcool gel, papel-toalha e cestos com tampa para as pias da unidade de Saúde, além de ser incentivada, por meio de cartazes, fôlderes e palestras, a intensificação da lavagem e higienização das mãos dos profissionais de saúde.

Já a Recomendação nº 02/2018-PJPF trata da Clínica São Sebastião, em Passagem Franca, e foi encaminhada à responsável-técnica Valdereis Maria Couto de Melo. No documento, a Promotoria de Justiça, que tem como titular o promotor de Justiça Carlos Allan da Costa Siqueira, dá prazo de 10 meses para a resolução de vários problemas.

Entre outras medidas, deverá ser providenciada a adequação da estrutura física e equipamentos da lavanderia, do laboratório de análises clínicas, da cozinha e do abrigo de resíduos do hospital. Também deverá ser contratado profissional de enfermagem para assistência 24 horas e elaborado o Plano de Gerenciamento de Resíduos em Saúde. A Clínica São Sebastião também deve criar o Núcleo de Segurança do Paciente e a Comissão Interna de Controle de Infecção Hospitalar.

A Recomendação nº 03/2018-PJPF foi encaminhada ao prefeito e à secretária municipal de Saúde de Passagem Franca e dá 10 meses para que sejam solucionados problemas no Hospital Municipal Prefeito Afonso Costa. A Vigilância Sanitária apontou exigências sanitárias, relativas à farmácia, ao serviço de nutrição, à lavanderia e sobre os resíduos dos serviços de saúde.

Entre as questões sanitárias apontadas, estão a necessidade de alvará sanitário de funcionamento, a reforma geral do prédio, com reparos nas instalações elétricas e hidráulicas, além da adequação da área de urgência e emergência, com enfermarias de observação. Também, deve-se providenciar a limpeza adequada de todo o hospital, inclusive do reservatório de água para consumo humano.

Para a farmácia, também deverá ser providenciado o alvará sanitário e atualizados os livros de registro de psicotrópicos e entorpecentes. Já na lavanderia, deverão ser providenciados equipamentos e veículos diferentes para o transporte de roupas limpas e sujas.

No que diz respeito ao serviço de nutrição, a Vigilância Sanitária apontou a necessidade de manutenção de instalações elétricas do refeitório e cozinha, além da recuperação das instalações hidrossanitárias e de armários do setor. Quanto aos resíduos, deverão ser providenciadas caixas para o acondicionamento de perfurocortantes e sacos adequados para os infectantes, além da elaboração do Plano de Gerenciamento dos Resíduos dos Serviços de Saúde.

(Informações do MP-MA)

Polícia Federal prende dois passageiros com drogas em fundos falsos de malas

A Polícia Federal prendeu entre a tarde de quinta-feira (22/2) e a madrugada de hoje (23), no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, uma brasileira e um nigeriano tentando embarcar com drogas para o exterior.

A passageira, brasileira, 58 anos, foi abordada pelos policiais federais na fila do “check-in” de voo com destino a Lisboa, Portugal. Entrevistada, ela disse aos policiais federais que o motivo de sua viagem era uma oportunidade de emprego no Marrocos. Seus pertences foram submetidos ao aparelho de raio-X, que indicou a presença de substância orgânica dentro de uma mala.

Na delegacia, os peritos federais encontraram na mala suspeita uma maleta com dois volumes contendo um quilo e meio de cocaína. A passageira, em seu depoimento, disse aos policiais que reside no Rio Grande do Norte e foi contatada por meio de uma rede social por uma pessoa desconhecida que lhe ofereceu a oportunidade de emprego e que esta pessoa havia transferido seus pertences para a mala, onde a droga foi localizada.

Na madrugada de hoje (23), no setor de controle migratório, um passageiro, nacional da Nigéria, 35 anos, levava, ocultos em um fundo falso de sua bagagem de mão, dois volumes contendo cocaína. O homem, que ingressou no Brasil em abril de 2016, mediante solicitação de refúgio, iria para o Catar. Os exames periciais preliminares encontraram um total de mais de um quilo e meio da droga cocaína dentro dos dois volumes.

Os presos serão encaminhados ao presídio estadual onde permanecerão à disposição da Justiça. Eles responderão pelo crime de tráfico internacional de drogas.

(Informações da PF)

Polícia Federal investiga desvio de recursos na Fecomércio-RJ

A Polícia Federal iniciou, nesta sexta-feira (23/2), a Operação Jabuti*, com o objetivo de investigar o desvio de recursos da Federação do Comércio do Estado do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ); além de lavagem de dinheiro e pagamento de cerca de R$ 180 milhões em honorários advocatícios com recursos da própria entidade.

A operação é realizada em conjunto com o Ministério Público Federal, com apoio da Receita Federal do Brasil, e é um desdobramento da Operação Calicute. Aproximadamente, 60 policiais federais cumprem um mandado de prisão preventiva, três mandados de prisão temporária e 10 mandados de busca e apreensão.

As investigações apontaram que pessoas ligadas à gestão da Fecomércio-RJ estariam envolvidas em operações irregulares, incluindo o desvio de recursos, lavagem de dinheiro e pagamento, com recursos da entidade, de vultosos honorários a escritórios de advocacia, somando mais de R$180 milhões. Nesse valor, estão incluídos cerca de R$ 20 milhões que teriam sido pagos ao escritório pertencente à esposa de um ex-governador do Rio que se encontra recolhido ao sistema prisional à disposição da Justiça.

Apurou-se ainda que diversas pessoas receberam, por anos, salários da Fecomércio-RJ, embora nunca tenham trabalhado no Órgão. Algumas dessas pessoas, na verdade, trabalhavam para o ex-governador, e outras são parentes próximos de outros integrantes da organização criminosa.

O nome da Operação faz alusão a funcionários-fantasmas, que entre os funcionários da Fecomércio-RJ eram conhecidos como “jabutis.

(Informações da PF)

Polícia Civil prende suspeito de cometer vários homicídios em São Luís

A Polícia Civil do Maranhão, por neio da Superintendência de Homicídios e Proteção à Pessoa (SHPP), prendeu no fim da manhã dessa quinta-feira (22), no Bairro Cohatrac, José Martins de Oliveira conhecido como Zezito, suspeito de cometer  homicídios em São Luís.

Contra José Martins, foram cumpridos dois mandados de prisão, sendo uma prisão preventiva por um triplo homicídio, que aconteceu em Pedrinhas, e um mandado de prisão temporária, por um homicídio praticado no Bairro Vila Samara. Os mandados de prisão foram representados pela SHPP e pelo 12º Departamento da Polícia Civil.

José Martins também responde a processo por tráfico de drogas e figura como o líder de uma facção criminosa que atua nas áreas da Estiva, Pedrinhas, Jacamim e Vila Samara.

Zezito foi levado ao Centro de Triagem de Pedrinhas e ficará à disposição do Poder Judiciá

(Informações da SSP-MA)

NOTA DE ESCLARECIMENTO – CASO D. TIAGO MATTOS BARDAL

A Associação dos Delegados de Polícia Civil do Estado do Maranhão – ADEPOL MA, com abono em manifestação do associado, vê-se impulsionada em esclarecer notícias tornadas públicas através de sites da internet e da mídia em geral, noticiando o suposto envolvimento do Dr. Tiago Mattos Bardal em atividade ilícita e submeter os informes divulgados unilateralmente nos meios de comunicação à análise individual com novos elementos fáticos.

O Dr. Tiago Mattos Bardal foi exonerado do cargo de direção da SEIC no dia de hoje em virtude de ter sido citado por policiais militares que afirmaram ter abordado o seu veículo duas horas antes da operação policial e cerca de 5 km do local onde as prisões e apreensões se deram. Todas as pessoas que foram conduzidas para a Delegacia de Polícia foram ouvidas e nenhuma delas citou o nome do Dr. Tiago Mattos Bardal, inclusive, quando questionados pela Autoridade que presidia o ato, declararam que não o conheciam, nunca o viram e nunca tiveram qualquer contato com o mesmo.

Na data de hoje, em nenhum momento o Dr. Tiago Mattos Bardal foi chamado pela cúpula da segurança pública nem pela SECCOR para dar a sua versão dos fatos, mesmo passando todo o dia trabalhando normalmente, cumprindo as suas funções laborais.

Lamentavelmente seu envolvimento foi dado como certo em graves delitos que ainda estão sendo apurados.

Por derradeiro, a Associação dos Delegados De Polícia Do Estado Do Maranhão informa que acompanhará o desenrolar das investigações que se iniciaram e acredita que ao final exsurja a verdade.

São Luís/MA, 22 de fevereiro de 2018
A DIRETORIA

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Senarc prende suspeitos de praticarem tráfico de drogas em Timon

Dando continuidade às ações de repressão ao narcotráfico, a Polícia Civil do Maranhão, por meio da Senarc, unidade de Timon, com o apoio operacional da Delegacia Regional de Homicídios, realizou no fim da tarde de hoje (22), por volta das 17 horas, a prisão, em flagrante delito, dos indivíduos Lázaro Zedelco Alcântara da Costa, 19 anos, Leonardo Lopes de Araújo, 22 anos, e do adolescente de inicias W. A. C., 17 anos. Eles foram surpreendidos quando vendiam drogas em uma casa situada na Rua 100, Beco 04, Bairro Bela Vista, em Timon.

A equipe da Senarc já havia realizado levantamentos acerca do ponto de venda de drogas, sendo que, nesta tarde, resolveu-se pela abordagem, a qual culminou na prisão, em  flagrante delito, dos indivíduos maiores de idade e apreensão do adolescente, posto que, na posse deles, foram encontrados 48 invólucros contendo maconha, sete pequenas porções de cocaína e dinheiro resultante da venda das substâncias entorpecentes.

Vale ressaltar que o indivíduo Lázaro foi preso pela prática do crime de tráfico de drogas no mês de  novemdro de 2017, mas estava em liberdade.

Ante as circunstâncias da prisão e materialidade delitiva, todos foram encaminhados à Central de Flagrantes de Timon com vistas à formalização das prisões.

(Informações da SSP-MA)

Hilux do prefeito de Pedro do Rosário capota e cai em açude

O prefeito de Pedro do Rosário, Raimundo Antônio Silva Borges (PR), sofreu um acidente na tarde desta quinta-feira (22), quando seguia da cidade que administra para o município de Viana.

Segundo apurou o Blog do Domingos Costa, o carro em que estava o prefeito, uma Toyota Hilux, de cor vermelha, perdeu o controle na estrada do Povoado Bacurizeiro, em Viana.

O veículo só parou quando bateu em uma árvore e capotou, caindo às margens de um açude.

Raimundo Antônio foi levado a um hospital, onde passou por exames e não corre risco de morte.

(Informações do Blog do Domingod Costa)

Thiago Bardal da Seic é exonerado por envolvimento com milícia

O delegado Thiago Bardal da Polícia Civil do Maranhão foi exonerado, nesta quinta-feira (22), do cargo de chefe da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic).

A informação foi confirmada pelo secretário de Estado da Segurança Pública, Jefferson Portela, durante entrevista coletiva.

Bardal é acusado de participar de uma milícia formada por policiais militares. Ele está sendo ouvido na sede da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (Seccor).

O grupo criminoso foi preso na manhã desta quinta-feira, em uma propriedade no Quebra-Pote, zona rural de São Luís. Armas, bebidas alcoólicas e cigarros também foram apreendidos no local. A operação foi realizada pela própria Polícia Militar.



O delegado foi abordado por uma patrulha da PM-MA, nas proximidades da propriedade, ainda na noite de ontem (21). E não conseguiu explicar sua presença nas imediações de um dos depósitos da quadrilha.


A organização criminosa estaria transportando e fazendo segurança de mercadoria contrabandeada, drogas, armas e munição.

Além do depósito no Quebra-Pote, um segundo armazém de armas e bebidas foi descoberto na Vila Esperança.

(Informações do Blog do Gilberto Léda)

Polícia Federal prende homem que abandonou bagagem com drogas no aeroporto

A Polícia Federal prendeu nessa quarta-feira (21/2), no Aeroporto Internacional de São Paulo, em Guarulhos, um homem que deixou sua bagagem com drogas no aeroporto.

Em ação realizada na cidade de Mogi-Mirim, foi preso um brasileiro que, em novembro de 2017, por desconfiar que poderia ser preso, desistiu de embarcar para a Holanda após ter efetuado o “check-in” e despachado as malas. Os policiais federais identificaram que, dentro da mala despachada, havia mais de três quilos de cocaína. Como o passageiro não embarcou e não foi localizado no saguão do aeroporto, foi iniciada uma investigação que culminou na prisão do homem em uma residência localizada na cidade do interior paulista.

O preso será encaminhado ao presídio estadual, onde permanecerá à disposição da Justiça, respondendo pelo crime de tráfico internacional de drogas.

(Informações da PF)